Palestra sobre Memória – Fundação Pró-Renal

A palestra foi sensacional! Curti muito compartilhar um pouco de conhecimento com uma platéia cheia, diversificada e muito interessada! Ela aconteceu no dia 19/07, na Livraria da Vila, em Curitiba.

Um processo cognitivo tão complexo e fundamental que, por vezes, sua importância acaba se diluindo no cotidiano. Por isso, penso que falar sobre memória é um ato de reverência ao grande mistério que é nossa mente.

Abaixo seguem algumas fotos do evento.

Agradeço todos os presentes, e especialmente a organização das minhas colegas e a oportunidade promovida pela Fundação Pró-Renal.

 

palestra pro renal 1

palestra pro renal 2

Analisando uma pesquisa sobre treino de memória de trabalho

palestra pro renal 3

Existem casos e casos para os nossos esquecimentos. E é fundamental percebermos o quanto ele traz prejuízos reais para nossa vida e, assim, buscarmos soluções.

palestra pro renal

Existem diversos tipos de memória.

palestra pro renal 4

Anúncios

Palestra sobre Memória – Fundação Pró-Renal

Olá pessoal!

Tive a honra de ser convidado a ministrar uma palestra sobre memória, na Fundação Pró-Renal!

Ela acontecerá no dia 19/07, às 19h, na Livraria da Vila do Shopping Pátio Batel. As vagas são limitadas e as inscrições são feitas pelo site www.pro-renal.org.br

Aguardo você lá!

 

cartaz palestra

Pergunta – “Gostaria de saber se é normal chegar nessa época do ano e as coisas começarem a desandar.”

Olá pessoal,

hoje responderei uma pergunta muito frequente na vida da maioria dos vestibulandos.

 

“Oi Rael, eu tenho uma pergunta. Gostaria de saber se é normal chegar nessa época do ano e as coisas começarem a desandar. Começo a ficar com meu emocional muito instável, muitas vezes penso que não vou conseguir passar, e parece que não estou estudando o suficiente.

Enfim, é normal as coisas começarem a ficar caóticas a quando o vestibular vai se aproximando? Parece que é só comigo, parece que todo mundo está indo muito bem e estudando melhor que eu.

Muito obrigada pela ajuda!”

 

Envie sua pergunta clicando aqui.

Curta no facebook Rael Psicólogo

Pergunta: “O que eu faço para melhorar meu rendimento nos estudos?”

“Quando estou estudando perco a atenção facilmente com qualquer coisa e acabo tendo que ler várias vezes para poder entender. O que eu faço para melhorar meu rendimento nos estudos?”

 

Olá!

Muito obrigado por sua pergunta.

 

Existem milhares de formas para se melhorar o rendimento nos estudos, e cada pessoa se adapta a uma forma. Esse é o primeiro passo para se ter um bom rendimento: saber como você funciona melhor. (Eu escrevi um texto sobre as constantes dispersões que costuma assaltar os estudos dos alunos, confira aqui)

A partir disso, um fator importantíssimo também, ou até mesmo fundamental, é a constância no rendimento. É normal, principalmente a medida que a prova se aproxima, que o rendimento comece a oscilar: seguia-se um ritmo de estudos, pensa-se que devemos duplicar ou triplicar esse ritmo (daí o rendimento aumenta), o esgotamento, cansaço e dispersão naturais aparecem (o rendimento cai), e assim um ciclo irregular se instaura.

ponta lapis

Botar no papel: ir além da reflexão sobre nossas atitudes e colocá-las no papel é uma forma muito eficiente de nos tornar consciente do que está indo bem ou não.

Sim, o ritmo tende a aumentar a medida que o vestibular vai ficando mais perto, a pegada ficar mais intensa, porém esse aumento deve ser adequado para o seu funcionamento. Daí retornamos para o começo da conversa: veja o que é melhor para você.

Um sugestão para isso: experimente dividir a forma do teu estudo, isso facilita identificar o que está indo bem ou não.

Por exemplo:

  • Leitura de livros
  • Leitura de revistas
  • Fazer exercícios da apostila
  • Fazer resumo das aulas
  • Assistir aulas

E etc.

 

Depois atribua uma nota (não se preocupe de ela completamente subjetiva) para cada item, respondendo a pergunta: de 1 a 10, como eu avalio o meu rendimento, o quanto eu aprendo, se o cansaço e o desgaste neste item está compensando?

Em seguida, volte sua atenção para os itens que receberam notas mais baixas e explore possibilidades de aumentar seu potencial.

Mais um exemplo:

  • Assistir aula: nota 5 (“Acho que não tenho um rendimento muito bom nas aulas”)
  • Formas que posso assistir as aulas:
    • Não fazendo anotações
    • Fazendo anotações na apostila
    • Fazendo anotações no caderno
    • Escrevendo resumo e fazendo exercícios durante a aula

Isso pode ajudar pois esclarece muitas coisas “óbvias” que usualmente deixamos passar e nem sequer questionamos.

Lembre-se: essa questão da nota é completamente subjetiva mesmo. Se o rendimento não está como se deseja, este tipo de técnicas é praticada com o acompanhamento de um profissional. E assim como está, existem inúmeras outras formas.

Claro que cada um tem uma forma de estudar que lhe é mais eficiente. Mas deixar para esclarecer as dúvidas dias antes da prova é algo que não ajuda ninguém.

Claro que cada um tem uma forma de estudar que lhe é mais eficiente. Mas deixar para esclarecer as dúvidas dias antes da prova é algo que não ajuda ninguém.

 

 

 

 

Fato é que não existe receita, por isso cada um deve descobrir o seu próprio caminho.

Desejo que encontre o seu e siga bem!

 

Um grande abraço e bom aprendizado 🙂

Rael Dill de Mello

 

 

Você também pode enviar sua pergunta anônima, basta clicar aqui.

grupo ansiedade e vestibular